ATÉ que a morTe nOs sEpARE.

Eu Luma estou me descobrindo, não tenho propriedade para dizer
se o curso escolhido é o que realmente eu quero.
Eu escolhi este, pois falo o que penso sem muitas indagações por ser revoltada
com as injustiças e a falta de zelo com a humanidade por ter um caso de amor com as favelas e ser apaixonada pelas histórias dos seus moradores(ate onde eu conheço)e por achar que não tenho propriedade para ditar a moda então eu vou ser o meio por onde essa vai ser revelada.Eu sonhei e sonho todos os dias da minha vida em ser jornalista até que a morte nos separe.


Luma Ribeiro

3 comentários:

Anônimo disse...

Luma, procure editar essa nota sem precisar colocar o seu nome no início. Também acho que deveria esclarecer melhor a expressão "sou apaixonada por favelas" e histórias ...Entendi, mas acho que poderia melhorar a expressão, torná-la mais clara. Você quis dizer que gostava de descobrir histórias de pessoas, de denunicar os problemas sociais, o que seria mesmo? Mas Valeu. ok!

Andréa disse...

A nota acima foi postada por mim Andréa.

TOINHO NASCIMENTO disse...

NA PAGINA DA RÁDIO, COMO FAÇO PRA OUVIR A REFERIDA EMISSORA.