Menina Crítica


A área jornalística não foi a minha primeira opção na decisão da minha carreira profissional. Entretanto, a paixão pela escrita e o meu poder crítico me "convenceram" a conhecer um pouco mais esta profissão, foi assim que entrei para a faculdade de jornalismo. Desde então, estou convencida de que não errei em minha e escolha. hoje, percebo que posso unir o útil ao agradável; utilizarei o poder de transformação das palavras unido ao poder que os jornalistas possuem como fortes formadores de opniã. Desta forma, poderei manifestar-me diante da sociedade da forma que eu mais gosto: escrevendo e criticando!

Gabriela Canário

Um comentário:

Andréa disse...

Gabriela, ok! precisa de revisão. E veja essa pontuação. Achei interessante.