Ferramentas de mudança social

Se essa pergunta fosse feita 9 meses atrás, encontraria um jovem extremamente sonhador e rodeado de expectativas lúdicas a respeito do jornalismo. O assunto é mais sério do que se imagina. Neste momento as respostas são bem mais sensatas, mas com uma viva esperança que as teorias, até agora aprendidas, não conseguiram apagar.
Enxergo o jornalismo com dois olhares. A primeira é sob uma ótica social, o qual vejo na figura do jornalista um sujeito social diferenciado, não com poderes ou dotado de magias secretas, mas aquele que usufrui do seu talento e de técnicas num compromisso com a sociedade. Aquele que com responsabilidade articula e domina os diversos signos e linguagens em prol de algo. Admiro a dedicação de alguns companheiros que vivem o amor ao próximo e renegam os próprios interesses. O segundo olhar vem de algo chamado propósito. No Brasil representa grande privilégio ter acesso ao ensino superior, o percentual da população que entra em uma universidade é mínimo e ainda menor entre aqueles que conseguem isso gratuitamente em uma das Instituições Públicas de Ensino Superior. Então, quero aproveitar essa oportunidade que Deus me deu e praticá-la em sua obra. Desenvolver o jornalismo cristão com qualidade que cresce no Brasil.
Jesus Cristo e o Jornalismo: meus instrumentos de mudança social.

Um comentário:

Andréa disse...

Diego, valeu. Interessante o texto, pelo menos instigante para pensar a idéia de um "jornalismo cristão". O segmento religioso está presente no jornalismo, assim como a política, etc, mas fico pensando o que voce pretende fazer. É uma questão a se pensar. Mas valeu, é lega expor as idéias.